O que devo fazer se quiser entrar no mundo da engenharia da computação com formação em direito?

Por volta de 2000, eu conhecia uma empresa pontocom chamada CourtLink, que era um produto on-line que permitia aos advogados fazer buscas legais nos tribunais estaduais e municipais de todo o país. Foi bem-sucedido porque, eventualmente, foi comprado por Reed Elsevier e integrado a outros softwares mais populares.

Minha sugestão é olhar para empresas como esta. Você conhecerá o assunto enquanto trabalha no código do software. Um advogado com a capacidade de escrever código pode se transformar em um gerente de produto ou arquiteto de sistema com muita facilidade.

Eu também sugeriria olhar para empresas que empregam departamentos jurídicos. A capacidade de (a) criar sistemas que lidam com um grande volume de dados, ou (b) mineração de dados ou (c) configurar sistemas para fins de geração de relatórios seria inestimável para qualquer empresa.

Uma terceira sugestão seria se envolver em uma pequena empresa em desvantagem que faz software. Os SDBs compõem uma grande proporção de empregadores nos EUA. E praticamente universalmente, eles precisam de ajuda em questões jurídicas, tecnológicas e de capital.

Veja o FreeCodeCamp [1] e veja se você gosta do processo de aprender a programar. Não vai custar nada e, se você concluir o curso, terá alguns shows para o seu currículo.

Quanto à sua idade: irrelevante. É mais a sua atitude e vontade de aprender esse assunto. Aptidão não vai doer, mas não é estritamente necessário.

Notas de rodapé

[1] http://Freecodecamp.com

Eu sugiro pensar sobre a área que combina os dois. Trabalho de propriedade intelectual relacionado a software (embora EU ODEIO patentes de software e trolls de patentes); e depois há todo o mundo do software de suporte jurídico. É melhor começar de onde você está e o que você sabe, em vez de voltar à estaca zero em um novo campo.

Hoje, eu estava na sombra do trabalho na Cardinal Health em Dublin, Ohio. Um dos membros seniores de lá disse uma coisa que nunca esquecerei. Ele estava dando conselhos sobre planos de carreira e disse: “Divirta-se! e faça as coisas! ”.

Basicamente, eu faria a troca se você sentir que Law não é sua xícara de chá. Assista a vídeos para o CS, faça aulas on-line, etc … Mas faça!

Edit: Queria dizer que, mesmo o CEO da Cardinal Health, George Barrett se formou em Música e Artes como um graduado. Então, não sinta que você está sozinho.